Agrupamento de Escolas Fernando Casimiro Pereira da Silva

"Sozinhos vamos mais rápido mas juntos vamos mais longe…"

Serviço de Psicologia e Orientação

O que é o Serviço de Psicologia e Orientação?

  • O Serviço de Psicologia e Orientação (SPO) do Agrupamento Fernando Casimiro Pereira da Silva, assegura as condições que conduzem à inclusão dos alunos, promovendo o seu bem-estar, o desenvolvimento global e da identidade pessoal e a construção do seu projeto de vida ao longo do processo educativo. Contribui ainda para mobilizar os diversos agentes educativos, entidades e serviços da comunidade com vista ao desenvolvimento e melhoria das respostas educativas e dos processos de ensino-aprendizagem.

 

A Equipa

  • O SPO dispõe de uma equipa técnica constituída por uma psicóloga, afeta a tempo inteiro. No presente ano letivo este Serviço dispõe ainda de uma Psicóloga estagiária.

Este serviço tem autonomia técnico-científica no exercício das suas funções.

 

A quem se Destina?

  • A população alvo de intervenção abrange todos os alunos, famílias e agentes educativos das Escolas Básicas/ Estabelecimento de Ensino do Agrupamento.

 

Como sinalizar?

  • A intervenção deste Serviço consubstancia-se na referenciação formal (através de documento próprio) ao diretor da escola, apresentada na secretaria por qualquer agente educativo do Agrupamento, sob conhecimento e consentimento do Encarregado de Educação.

No caso dos alunos autopropostos a intervenção privilegia, sempre que possível, o consentimento informado do encarregado de educação.

A intervenção em situação de crise/risco deve ser o mais imediata possível, de forma a garantir a resolução positiva da situação e o bem-estar e saúde dos alunos – nestas situações considera-se o interesse superior dos alunos, podendo ser dispensado o consentimento informado do encarregado de educação.

 

Quais são as áreas de Intervenção?

Acompanhamento direto a alunos – Observação e intervenção individual e grupal com alunos no âmbito da especialidade técnica e de acordo com o contexto educativo; avaliação psicológica/psicopedagógica com vista à melhoria de processos de ensino-aprendizagem, desenvolvimento global e inclusão; e, dinamização de programas de prevenção de comportamentos de risco e de promoção de competências pró-sociais, entre outros;

Acompanhamento indireto a alunos – Consultadoria a educadores/professores (“Time do Prof”, 4ªf, 14h30-16h00) e outros agentes educativos (“Assistente, a profissão Pertinente” 3ªf e 5ªf, 10h00-11h00); colaboração e articulação com educadores/professores na implementação de metodologias e estratégias de inclusão e aprendizagem; Consultadoria a famílias e encarregados de educação (“Hora da Família” 2ªf, 17h00-18h30); e colaboração e participação em reuniões de órgãos de gestão e estruturas de coordenação pedagógica (Conselho Pedagógico, Conselhos de Turma, EMAEI, Equipa de docentes de Educação Especial /técnicos, GAA e outras reuniões de trabalho);

Apoio ao Desenvolvimento do Sistema de Relações da Comunidade Educativa – mobilização dos diversos agentes educativos, entidades e serviços da comunidade com vista ao desenvolvimento de respostas educativas diversificadas e adequadas; intervenção informal e realização de ações/formações e projetos com vista à promoção de ambientes (escolares e de aprendizagem) positivos, seguros e saudáveis que sustentem o bem-estar de todos os agentes da comunidade; e elaboração de sugestões e pareceres que beneficiem o desenvolvimento global dos alunos e a otimização dos processos de ensino aprendizagem.

 

Orientação de Carreira / Orientação Escolar e Profissional – ações/programas de capacitação dos alunos para a construção e gestão equilibrada dos seus projetos de vida e de carreira. Operacionaliza-se na construção aprofundada do autoconhecimento e da identidade dos alunos; na autonomia de pesquisa de informação sobre o sistema educativo e formativo; na aproximação ao mercado de trabalho; na preparação de transições ao longo ao longo do percurso educativo e profissional; e a tomada de decisão face às transições previstas e/ou inesperadas.

 

Qual o grau de incidência em cada área?

  • O grau de incidência da ação do SP em cada uma das áreas acima descritas depende das necessidades e prioridades definidas nos instrumentos de gestão do Agrupamento/Escola, no Plano Anual de Atividades do SPO e da hierarquização de prioridades e necessidades de intervenção de acordo com o seu carácter e com os recursos humanos existentes no serviço.

 

Onde decorre a intervenção?

  • Obedecendo a questões técnico-burocráticas e de rentabilização dos recursos humanos, a técnica especializada devolve preferencialmente a sua ação na escola sede do Agrupamento.

 

Qual o Papel do SPO?

  • É atribuído ao SP um papel ativo na prossecução das grandes finalidades associadas ao alargamento da escolaridade obrigatória e diversidade de ofertas educativas, à promoção do sucesso escolar, à equidade de respostas com vista à inclusão de todos, a uma melhorado desenvolvimento global, à preparação dos jovens para a transição e inserção no mercado de trabalho e ao exercício de uma cidadania ativa

download   Regimento do Serviço de Psicologia e Orientação 

download  Relatório de Final do SPO 2018/2019

Create your website at WordPress.com
Get started
%d bloggers like this: