Há gente que devia viver eternamente. A nossa Lena é uma dessas pessoas. Para quem esteve com ela nesta caminhada fica um orgulho imenso numa grande mãe, numa excelente esposa, numa colaboradora de excelência e numa grande amiga.

Tínhamos um sonho, o sonho que a maldita doença fosse vencida, o sonho de continuarmos a nossa missão juntos. A doença roubou-nos o sonho, mas nunca nos roubará a nossa Lena. Para nós ela nunca morrerá.

No dia de hoje os nossos pensamentos estão com a família e com os amigos. Estão com as colegas da equipa da escola cujo orgulho e amizade e admiração pela sua Lena eram um dos bens mais preciosos.

Acompanhei em silêncio e com recato a forma como na sombra não deixaram de implorar ao divino que nos deixasse a nossa Helena. Porém, Deus tinha outros planos e levou a nossa guerreira, após uma luta longa à qual não virou a cara.

À família enlutada deixo em nome desta família do Agrupamento de Escolas Fernando Casimiro Pereira da Silva ( da qual sempre fará parte) as mais sinceras e sentidas condolências.

Hoje estamos mais pobres, hoje perdemos uma das nossas, mas também por ela e com ela não deixaremos de lutar.

Até sempre amiga Lena.